Minha Necessidade

Quando tu voltas?
Que hora retornas?
Saudade não se conforma!
Em que instante, por que rotas
Tu te devolves a mim?

Por favor, mais rápido!
Não sinto a vida,
Quanto tu não estás,
A angústia me eleva
A um desespero voraz.

A nuvem sublima,
O tempo desnovela
O espaço que não nos vemos.
Meu Deus! Uma querela!

A infinitude de tua presença
Não se compara a qualquer outro aconchego
E quando meu mundo se abisma
Só preciso de teu beijo.

Anúncios

Um comentário sobre “Minha Necessidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s